Páginas

A historia das famílias nobres de Game of Thrones: Casa Lannister

Casa Lannister do Rochedo Casterly é uma das Grandes Casas dos Sete Reinos e a principal casa das terras ocidentais. Sua sede fica no Rochedo Casterly embora haja uma outra ramificação que está baseada em Lannisporto.
Seu lema é "Ouça-me rugir!" embora tenha outro, igualmente conhecido: "Um Lannister sempre paga suas dívidas"
Os Lannisters reinaram como os Reis do Rochedo até sua queda durante a conquista Targaryen, mas permitiu-se que mantivessem seus domínios como Lordes Feudais, suseranos das Terras Ocidentais. A casa passou por momentos difíceis durante o domínio de Tytos, mas foi restaurada à sua glória anterior por Tywin. Os Lannisters eram a família mais rica dos Sete Reinos, em grande parte devido às muitas minas de ouro sob seu controle a despeito de seus domínios não serem, de maneira alguma os maiores do reino e de suas terras serem muito montanhosas.

História

Os Lannisters são descendentes de aventureiros Ândalos que se casaram com as filhas do Rei do Rochedo; O próprio Rei descendia de Lann, o Esperto, um vigarista famoso que viveu na Era dos Heróis que, por meio de uma trapaça, enganou os Casterlys obrigando-os a lhe passarem o Rochedo Casterly. Depois do Campo de Fogo, o Rei Loren I rendeu-se, tendo sido autorizado a manter seu trono e suas terras, além do título de Senhor Feudal do Ocidente
No passado, a Casa Lannister era possuidora de uma das espadas de aço valiriano que chegaram a Westeros, chamada Brightroar, mas esta, há muito foi perdida.
Durante a Rebelião Blackfire, Lord Damon Lannister ficou do lado leal aos Targaryens. O grande general rebelde, Sor Quentyn Ball derrotou-o nos portões de Lannisporto.
Mais tarde, durante o período em que Lorde Tytos Lannister governava, a Casa viveu dias difíceis. A fraqueza de Tytos permitiu que ele fosse perturbado por seus vassalos. Eventualmente, seu filho Tywin colocou-os sob seus pés, nos seus lugares, e restaurou a antiga glória da casa. Pouco depois, Tywin foi elevado à posição de Mão do Rei por Aerys II, cargo que ocupou por vários anos. Quando Aerys foi feito refém por Denys Darklyn, a atitude excessivamente cuidadosa de Tywin ao lidar com o caso, demorou seis meses para resolver o conflito. isto agravou a paranóia de Aerys e criou uma brecha entre os dois, além da atração do rei pela esposa de Tywin, sua prima e leal confidente, Joanna. Tywin nunca foi um homem alegre, mas quando Joanna faleceu ao dar à luz seu terceiro filho, Tyrion, ele ficou muito mais amargo e seu irmão, Kevan se tornou sua mão direita. Sua irmã Genna assumiu o lugar da mãe das crianças. Seu irmão Tygget morreu de varíola e seu outro, irmão, Gerion, partiu num navio para Valíria e nunca mais foi visto.
Durante a Rebelião de Robert, os Lannisters se mantiveram neutros a maior parte da guerra. Apenas depois da derrota do Príncipe Rhaegar no Tridente, Lorde Tywin se apressou a se juntar a Robert Baratheon contra a dinastia Targaryen, ordenando o Saque de Porto Real quando o Grande Meistre Pycelle, leal aos Lannisters, sugeriu que os portões da cidade fossem abertos. Em Porto Real, Sor Jaime Lannister assassinou Aerys, o último rei coroado Targaryen. Enquanto isso os cavaleiros de Tywin assassinavam os demais Targaryens na capital para provarem seu comprometimento com a causa de Robert. Depois, Cersei, a filha de Tywin se casou com o Rei Robert. Esse casamento, junto com a incrível quantia em ouro devida por Robert a Tywin aumentou o poder dos Lannisters. Muito do esforço de Lorde Tywin foi direcionado para dentro de sua própria família, assegurando que seus parentes fariam a sua parte em honrar o nome dos Lannisters.

.
.
.
.
.

Fonte- Gelo e Fogo Wikia

Nenhum comentário:

Postar um comentário