Páginas

Representatividade importa mesmo?!?

Quando o assunto é representação seja ele sobre igualdade racial, o direito das mulheres ou ate mesmo LGBT  as pessoas tendem a se dividir em suas opiniões, vários grupos militam para que essa representação seja mais plural, enquanto uma parcela de pessoas despreza a importância dessa pluralidade e afirmam que programas de televisão, filmes e ate mesmo livros com esses assuntos não mudariam em nada a sociedade em que vivemos...  
                                                               no way!

(...meu sentimento quanto a essas besteiras...)

De jeito nenhum nós podemos ser definidos como uma sociedade homofóbica ou qualquer outra coisa do tipo ... Ha mais quanto a parte religiosa?? 

''Acredito que deus nos presenteou com algo tao precioso e raro que ele nem mesmo deu a seus anjos.. a escolha, a livre escolha.'' 

...E com essa 'livre escolha' a internet foi a loucura essa semana quando a nação mais poderosa do mundo disse que o amor e igual para todos... e eu curti cada minuto XD



E para provar que a literatura e livre de preconceitos vem ver o Top 5 livros com temática LGBT que provavelmente vão fazer você chorar





Sinopse
O Terceiro Travesseiro - Baseado em uma história real, este romance desafia rótulos e hipocrisias, revelando os meandros de consciência de Marcus, um jovem comum da classe média paulistana. Com o melhor amigo Renato, descobre o amor e compreende que os dois precisarão encontrar o equilíbrio entre o que sentem e o que a família e a sociedade esperam deles, até que um terceiro personagem aparece.

Sinopse:
Raiva, amor não correspondido, amor correspondido, inveja, perversidade, inocência, revolta e vingança. Você sabe quem você é de verdade? Quais poderiam ser as consequências de querer saber quem você é? Qual a melhor forma de responder essa pergunta? Esse conjunto de sentimentos são fáceis de serem descobertos e aceitos dentro de nós? Para o jovem garoto Babil, com múltiplas facetas como uma ‘Babel’, o final da adolescência não terá outro sentindo se não for para responder a uma pergunta que o atormenta: “Quem eu sou?”. Babil, está para terminar o ensino médio e perdido, como tantos outros jovens, na escolha da profissão que deverá seguir. Como destaque de bom aluno, simples e dedicado na escola é aconselhado por seu Professor de Filosofia (acreditando que Babil poderá ser um grande pensador, tudo aquilo que não havia conseguido ser), a seguir a carreira de cientista para encontrar suas verdades. Decidido, Babil, embarca em uma aventura cheia de encontros, desencontros, contraditória e confusa para forma-se como um cientista. Nesse caminho, Babil, encontrará todas as dificuldades de um estudante pobre em uma grande metrópole e descobrirá pessoas decisivas no seu caminho e irá se deparar com sentimentos sobre si mesmo que jamais havia imaginado.

Sinopse:
Mari vai a uma festa com os primos. Ela tem só 14 anos, bebe todas pela primeira vez e dá um beijo numa garota. Sem planejar, sem entender, ela de repente se vê num turbilhão de desejos e descobertas. Enfrentando o que a vida lhe apresenta com humor e atrevimento, Mari parte para a conquista do que desperta sua atração.

Sinopse:
Ninguém me Explicou na Escola - Os diários escritos pelo autor de 1992 a 1994, enquanto era seminarista, serviram de inspiração para a história de um adolescente às voltas com dúvidas e inquietações que envolvem fé e religião, vocação e escolha profissional, sexo e desejo, amor e amizade, medo e culpa. Uma história das coisas ditas e das escondidas, das verdades encobertas e das mentiras necessárias. Uma história sobre o que vale a pena saber e sobre o que não pode ser ensinado.


Sinopse:
Ainda adolescente, Bruno ouviu de um tio: “Na nossa família não tem ladrão nem veado.” Michael enfrentou um ginásio com 2 mil pessoas a entoar o coro “bicha!”. Um colega de trabalho afirmou a Deise que parceiro era coisa de “ladrão e homossexual”. David quase se casou com a sogra para não ter que sair do Brasil. Gilberto teve que deixar os Estados Unidos por amor. Carla e Cinthia foram mães de um menino. André e Carlos se tornaram pais de duas meninas. Alison ainda é padre, mesmo sem congregação.
Essas são algumas das 20 histórias daqueles que oferecem seus relatos sinceros e corajosos em uma obra que revela bem mais do que a orientação sexual de seus personagens. Ela mostra quão estúpida e violenta é a discriminação. Um livro que merece ser lido para entender que é possível ser feliz independentemente do caminho escolhido. Porque toda maneira de amor vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário